achados/linha costeira

Projeto de Marcelo Gobatto e Luciana Mena Barreto

unnamed.jpg

 

"O mar está levemente encrespado e pequenas ondas quebram na praia arenosa. O senhor Palomar está de pé na areia e observa uma onda." (Italo Calvino)

 

Tudo está em movimento.  É senso comum usarmos a palavra movimento para designar o deslocamento de um corpo no espaço, como se as coisas partissem de um suposto estado estático. Mas o movimento é algo inerente às coisas - o que nos custa assimilar -, é mudança, transformação constante do mundo e de nós mesmos.

 

Mar: signo de um universo em constante mudança. Errância: signo de nossa vontade de liberdade, de criação e uma ação que nos conecta ao nomadismo ancestral. 

 

A exposição "Achados/linha costeira” apresenta imagens feitas ns errâncias pelas praias do Sul (Brasil e Uruguai) entre 2010 e 2015. Mostra objetos trazidos pelo mar e que se depositam na pequena faixa de areia contígua à linha costeira, a descoberto quando a maré baixa.  Esses objetos sofrem a ação do tempo, misturam-se com outros e com a areia. São formas que a matéria assume, criando composições expressivas.

 

O trabalho consiste em transportar os achados para a forma bidimensional da fotografia. Ao contrário de Palomar, o personagem de Calvino, que se exaspera frente ao que vê - a totalidade do movimento do mundo – os deslocamentos, a errância e a busca contínua pela captura dessas formações expressivas, são signos da força criativa do tempo e da liberdade que só pode ser encontrada no devir.

 

 

unnamed.png
Achados na chico.jpg
achados na chico 6_n.jpg
clique na imagem
"Sem Título" da Série Achados

"Sem Título" da Série Achados

"Sem Título" da Série Achados

"Sem Título" da Série Achados

"Sem Título" da Série Achados

"Sem Título" da Série Achados