Casa  

Casa é uma ação de 2010, cujos fragmentos foram apresentados em uma caixa contendo fotografias e relato de experiência, durante o Foto Fluxo no

Cine Dunas da Praia do Cassino.

 

Em 2015, as imagens e o texto foram expostos na sala Iberê Camargo da Usina do Gasômetro, em Porto Alegre. 

Trata-se de um relato sobre o encontro da artista com uma casa em ruínas durante uma caminhada. Era um espaço aparentemente abandonado, situado entre um restaurante e uma escola de educação infantil.

A edificação descaracterizada, não era uma massa amorfa. Seus restos materiais ainda davam pistas do que teria sido um dia.

De acordo com o condicionamento da vida na cidade, igualmente o espaço se mostrava dividido em compartimentos destinado à habitação urbana.   

Após algum tempo percorrendo o lugar, um um mal estar se instalou na medida em que surgiram sinais de que o lugar estava de fato habitado.

Nada obstante o aparente caos,  os escombros  ocultavam duas habitações, impregnadas de organização doméstica.  

Um homem e seu cão ocupavam um dos compartimentos.   

A experiência no terreno invadido  produziu um encontro inesperado.

O projeto de exposição incluiu uma instalação como espaço propício ao transporte do visitante para um estado de suspensão próprio da deriva urbana, propiciando o reconhecimento de um terreno remoto visitado.

( * ) "Teoria da Deriva", Guy Debord.  Texto publicado no nº. 2 da revista Internacional Situacionista em dezembro de 1958; obter na íntegra em:  

http://pt-br.protopia.wikia.com/wiki/Teoria_da_Deriva